Entrevistas

Grupo Bagaceira: Poesia para um Tema Espinhoso

Publicado em

Captura de Tela 2015-05-13 às 18.26.17

Publiquei no blog Fale com Arte, do Itaú Cultural, a entrevista “Meire Love: Inocência Pisada“, com o grupo Bagaceira de Teatro. O elenco — formado por Yuri Yamamoto, Rafael Martins e Rogério Mesquita — fala sobre o ideário, o processo criativo e o impacto, principalmente neles próprios, da peça Meire Love, que trata de crianças vítimas de exploração sexual. Eles disseram:

Uma coisa interessante da arte, do teatro, é voltar o olhar para algo. Já que a realidade não sensibiliza mais, pelo menos o olhar artístico pode mexer de alguma forma. Em um momento de entretenimento, como o do teatro, em que a pessoa vem pela diversão, ela chega e vê algo que desvia o foco da sua atenção por um minuto, por um segundo, até por alguns dias. Pensa: “Ah, é, tem isso mesmo, acontece…”. Vê uma morte em cena e se choca: “Porra! O cara matou em cena…”. A arte, o teatro fazem abrir um pouco a reflexão.

Entrevistas

Teatro Experimental de Alta Floresta: Brecht em Mato Grosso

Publicado em

Publiquei no blog Fale com Arte, do Itaú Cultural, a entrevista “Lucro e Antagonismo em Santa Joana dos Matadouros“, com o Teatro Experimental de Alta Floresta. O diretor comenta sobre como o dramaturgo inglês Bertold Brecht foi abordado pelo grupo, como a luta de classes representada por ele é transposta para o cenário do Mato Grosso atual. Eles disseram:

Parece que estamos fadados a esse eterno antagonismo entre as classes e a palavra-chave que mantém esse conflito é lucro. Não podemos negar que muitas coisas mudaram desde a época em que o texto foi escrito. Hoje podemos falar de direitos das classes menos privilegiadas, garantidos por leis, mas, enquanto o lucro reger as relações sociais, as estruturas estabelecidas não mudarão.

Reportagem

Ocupação Laerte

Publicado em

Captura de Tela 2014-09-22 às 11.20.58

Site para a exposição Ocupação Laerte, no Itaú Cultural, em São Paulo, de setembro a novembro de 2014. Reportagem (pesquisa, entrevistas, redação) e edição são minhas. A produção das entrevistas é de Paula Bertola. Os vídeos foram gravados por André Seiti e Karina Bonini Fogaça (com exceção da gravação com André Dahmer, feita por Rafael Rolim e José Amarílio Jr.), que também editou o material. A captação de áudio é de Ana Paula Fiorotto (no caso do Dahmer, Lucas Imbiriba). Visite.

Ensaio & Crítica

Arqueologia das Notas

Publicado em

7

Publiquei no Digestivo Cultural o artigo Retrato do Leitor Enquanto Anotação, uma experiência com uma edição de Macbeth, de Shakespeare — é possível, pelas anotações nas margens das páginas, perfilar o leitor anterior do texto? Eu escrevi:

Há vestígios de sua passagem: anotações à lápis nas bordas das folhas. O que é que buscava ou o que é que descobriu na obra de Shakespeare? (…) Enfim, o que este qualquer descobriu da sua leitura de Macbeth é esse percurso do neutro, do possível, ao definitivo, ao inescapável.