O Dia a Dia do Jornalismo de Dados

O jornalista da The Economist Idrees Kahloon descreveu no Quora como é a rotina de um jornalista de dados: (…) me deixe explicar o ciclo de vida de uma reportagem de dados: Criação da ideia (é a parte mais difícil) Identificar as fontes de dados Limpar e organizar os dados (em geral excruciantemente tedioso) Explorar os […]

Depoimento de Aracy Amaral no Seminário Arquivos, Mulheres e Memórias

perfil Encerramento do seminário, pela jornalista, crítica e historiadora da arte Aracy Amaral. Narrativa rica, forte, cheia de personalidade. notas Aracy se diz “viciada em pesquisa” e “ensandecida com a pesquisa” “Eu sou bem década de 1950, que era quando tudo acontecia em São Paulo” Contra estéticas abstratas: “Eu quero dados corretos, concretos, eu quero a obra” […]

Seletividade Informacional em Faulkner

O tema da information avoidance — da seletividade informacional que constrói realidades ao gosto do freguês —, foi recentemente foi tratado em uma matéria da Universidade Carnegie Mellon, que afirma: […] people have a wide range of other information-avoidance strategies at their disposal. They also are remarkably adept at selectively directing their attention to information that affirms […]

Chupa a Bala Halls, Pega a Vassoura e Voa

“Ela levantou a mão e falou ‘Eu sou Maria’? pra vocês saberem? Pra vocês darem nome pra um objeto?”, diz a menina de coque na cabeça ao menino de camisa de botão listrada lilás para dentro da calça. Vê-se que ela narrava uma pendenga entre evangélicos e católicos. O rapaz comenta concordando: “É que se […]

Entrevista: Sitiar o Entrevistado

Simon Raven e Martin Shuttleworth, da Paris Review, no abre da sua entrevista com o escritor Graham Greene, descrevem assim o seu entrevistado: “the man whom we had come to besiege” — o homem a que viemos fazer cerco. Essa metáfora bélica me soa uma definição forte e sutil para o ato de entrevistar.  Os jornalistas rodeiam as suas fontes, […]

Todos são Interessantes

Em 1984, no New York Times, uma carta ao editor comenta o gênero das biografias literárias, que havia sido criticado por algum colaborador do jornal. O correspondente define o valor irredutível de uma obra do tipo: Everybody is interesting. Every person has a key, a source. Everybody has been moved by parents, abused by friends, dismayed […]

Roberto Kaz, Anáfora e Ópera

Roberto Kaz fez uma série de escolhas criativas na reportagem “Quase Todos Presos“, para a revista piauí deste março de 2017, que narra os imbróglios da corrupção em Foz do Iguaçú. O lead descreve sem descrever, atiça: Essa é uma história brasileira. E, por ser uma história brasileira, é uma história que mistura dinheiro público e privado. […]

As Falácias da ‘Democracia Racial’

Inácio Strieder, no artigo “Democracia Racial a Partir de Gilberto Freyre“, demonstra as limitações do conceito de democracia racial. Em primeiro lugar, a ideia do sociólogo é inconsistente do ponto de vista das suas pressuposições — de uma pacificidade originária no trato entre colonizador e colonizados, por exemplo: Isso, no entanto, nem sempre ocorrera de forma […]

Cristã Verdadeira

“Só porque tem uns trocadinhos, pensa que é alguma coisa. Só porque tem umas moedas, pensa que é melhor que a gente. Mandando eu me lascar. Mas eu não me lasco não, que meu Deus me cuida.” A senhorinha vem manquejando na direção do ponto de ônibus, apoiando-se em uma bengala de quatro pontas, uma […]

PA | “Como uma Resenha de ‘Como um Romance'”

Post de apoio para o texto “Como uma Resenha de Como um Romance“, sobre o livro de Daniel Pennac com este nome. Esta postagem esclarece duas referências: No terceiro parágrafo, o poema de Fernando Pessoa citado é “Liberdade”: Ai que prazer não cumprir um dever. Ter um livro para ler e não o fazer! Ler é maçada, estudar […]