Autor: duanneribeiro

A Serventia da Teoria, para Manuel Castells

O sociólogo Manuel Castells, em A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura – volume 1: A Sociedade em Rede, descreve os critérios da sua prática: A relevância de uma teoria social, além do conjunto de provas reunidas para respaldar assuntos específicos, deriva, em última instância, da sua capacidade de explicar a evolução social, tanto na sociedade em […]

No XVII, Monthly Weeklies

Chad Wellmon, no livro Organizing Enlightenment: Information Overload and the Invention of the Modern Research University, retrata a “explosão de periódicos” na segunda metade do século XVII. O tipo de veículo que mais se prolifera nesse período lembra a variedade de escopo do jornalismo conteporâneo: The periodicals that expanded most rapidly in the first third of the century […]

Publicidade da Ausência

Propagandas baseadas não na exibição do produto ou da marca, mas que trabalham eludindo (não totalmente, mas em grande intensidade) esses elementos centrais e se sustentando no ambiente de disseminação da mensagem, que deve garantir que ela seja completada. Ontem o New York Times publicou um exemplo disso: o McDonald’s lançou uma campanha que não cita […]

O Dia a Dia do Jornalismo de Dados

O jornalista da The Economist Idrees Kahloon descreveu no Quora como é a rotina de um jornalista de dados: (…) me deixe explicar o ciclo de vida de uma reportagem de dados: Criação da ideia (é a parte mais difícil) Identificar as fontes de dados Limpar e organizar os dados (em geral excruciantemente tedioso) Explorar os […]

Depoimento de Aracy Amaral no Seminário Arquivos, Mulheres e Memórias

perfil Encerramento do seminário, pela jornalista, crítica e historiadora da arte Aracy Amaral. Narrativa rica, forte, cheia de personalidade. notas Aracy se diz “viciada em pesquisa” e “ensandecida com a pesquisa” “Eu sou bem década de 1950, que era quando tudo acontecia em São Paulo” Contra estéticas abstratas: “Eu quero dados corretos, concretos, eu quero a obra” […]

Seletividade Informacional em Faulkner

O tema da information avoidance — da seletividade informacional que constrói realidades ao gosto do freguês —, foi recentemente foi tratado em uma matéria da Universidade Carnegie Mellon, que afirma: […] people have a wide range of other information-avoidance strategies at their disposal. They also are remarkably adept at selectively directing their attention to information that affirms […]

Chupa a Bala Halls, Pega a Vassoura e Voa

“Ela levantou a mão e falou ‘Eu sou Maria’? pra vocês saberem? Pra vocês darem nome pra um objeto?”, diz a menina de coque na cabeça ao menino de camisa de botão listrada lilás para dentro da calça. Vê-se que ela narrava uma pendenga entre evangélicos e católicos. O rapaz comenta concordando: “É que se […]

Entrevista: Sitiar o Entrevistado

Simon Raven e Martin Shuttleworth, da Paris Review, no abre da sua entrevista com o escritor Graham Greene, descrevem assim o seu entrevistado: “the man whom we had come to besiege” — o homem a que viemos fazer cerco. Essa metáfora bélica me soa uma definição forte e sutil para o ato de entrevistar.  Os jornalistas rodeiam as suas fontes, […]

Todos são Interessantes

Em 1984, no New York Times, uma carta ao editor comenta o gênero das biografias literárias, que havia sido criticado por algum colaborador do jornal. O correspondente define o valor irredutível de uma obra do tipo: Everybody is interesting. Every person has a key, a source. Everybody has been moved by parents, abused by friends, dismayed […]