Autor: duanneribeiro

Crônica é Buscar a Crônica

Uma definição de crônica, do texto “O Homem de Kersting“, de José Castello: Aqui se repete comigo a descoberta, um tanto assustadora, um tanto fraudulenta, que sempre surpreende os cronistas. É buscando uma crônica — é em sua procura, e não em seu encontro — que uma crônica se faz. A crônica não é algo que […]

Os Seis Criados Honestos de Kipling

O cientista da informação Kevin McGarry. no livro O Contexto Dinâmico da Informação, cita um poema do escritor Rudyard Kipling: Tenho seis criados honestos Ensinaram-me tudo que sabia Seus nomes são que e por que e quando E como e onde e quem São as mesmas perguntas básicas do lead. Como é algo na base da nossa […]

A Cegueira do Jornalista de Games Focado em Games

“Microsoft won’t turn your Xbox One into a PC, it wants to turn your PC into an Xbox One“, de Ben Kuchera, especula sobre a estratégia comercial da Microsoft ao interligar o seu sistema operacional Windows 10 com o seu console de videogame Xbox One. O artigo pinta um cenário sombrio em que a empresa consegue debelar […]

O Jornalista Enquanto Boi

Dois efeitos de manada jornalísticos. O primeiro, encontro no livro A Garota da Banda, da musicista, artista visual e estilista americana Kim Gordon (mais conhecida como baixista do Sonic Youth): Quando conheci Jutta Koether, ela era editora e redatora na revista Spex. Ela estava me entrevistando e ao Thurston durante a nossa turnê europeia do Daydream Nation, e pareceu […]

Invasor/Libertador

A dualidade de certo ideograma chinês que diria ao mesmo tempo crise e oportunidade (uma interpretação do signo que se popularizou no Ocidente e, me avisa a Wikipedia, é incorreta) transparece em A Cidade Mágica, de Edith Nesbit: — Muitos invasores?! — a resposta veio quase com desdém. — É exatamente esse o caso: nunca houve outro até agora. […]

recomeço.

Há uns cinco anos atrás, eu produzia um blog sobre jornalismo — o duanneribeiro.blogspot.com — iniciado pouco depois de que eu me formei, mantido ao longo dos primeiros trabalhos profissionais na área e depois abandonado. Este blog retoma não só alguns posts desse outro mais antigo, mas o seu espírito — se propõe a discussões sobre jornalismo. […]

início.

Bom, este blog servirá para discutir os temas com que lido na academia: Ciência da Informação, área do meu mestrado; Filosofia, área da minha segunda graduação e que aparece transversalmente na dissertação; e Gestão Cultural, área que estudei na minha especialização. Vamos ver, vamos ver, tomara que o percurso seja interessante.

recomeço.

Blog de criação literária e discussão sobre literatura. Eventualmente outras artes podem surgir por aqui. Retoma alguns posts que estavam colocados em duanneribeiro.tumblr.com. Possivelmente retomará alguns de obacamarte.blogspot.com.

Seis por Meia-Dúzia

[publicado no Facebook em 17/4/2016] Em uma das suas viagens, Gulliver chegou a um país sob grande turbulência política. A sociedade se dividia entre os que se vestiam de roxo e verde e os que se vestiam de marrom (os cor-de-rosa, os pretos, os beges pareciam não existir). Os roxo-verdes gritavam em imensas manifestações nas […]

Beethoven por Kundera

Em A Arte do Romance [p. 83-84, Nova Fronteira, 1986], Milan Kundera expõe o Quarteto de Cordas opus 131 de Beethoven: Primeiro movimento: lento; forma de fuga; 7′21′’Segundo movimento: rápido; forma inclassificável; 3′26′’Terceiro movimento: lento; simples exposição de um só tema; 51′’Quarto movimento: lento e rápido; forma de variações; 13′48′’Quinto movimento: muito rápido; scherzo; 5′35′’Sexto movimento: muito […]