#tuiteumfilme na Bravo!

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

João Gabriel de Lima, diretor de redação de Bravo!, escreveu um artigo sobre Pedro Almodóvar, tratando de seu filme mais recente — A Pele que Habito — e das características mais marcantes da obra do diretor. Esqueça o lead tradicional: o jornalista começa o texto com um jogo de adivinha inspirado nas frases curtas do Twitter. […]

Malafaia Vitorioso

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

Daniela Pinheiro escreveu, para a piauí, um perfil do pastor Silas Malafaia. Ele é líder da Assembleia de Deus — Vitória em Cristo, seus sermões têm enorme influência, televisados ou no templo e sua arrecadação não fica atrás, vinda através de ofertas e doações. Além disso, é conhecido por seus conflitos com movimentos sociais (gay, feminista, […]

O Médico e o Monstro

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

Publiquei no Digestivo Cultural a crítica Dexter Versus House, uma crítica com recursos de conto, um conto com recursos de crítica. Um “conto-crítica”, como eu chamei, que narra um encontro entre os protagonistas das séries Dexter e House, enquanto as analisa. Eu escrevi: Pode-se dizer que o conceito central de Dexter é controle; e o de House, anomalia – não só no âmbito restrito do […]

As Coisas que Deixei de Ouvir

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

Em Apresentação ou uma Proposta do Ouvir, prefácio do livro Stagium — As Paixões da Dança, Cássia Navas expõe uma situação de entrevista com um detalhe interessante: uma resposta do entrevistado muda os rumos da conversa, ilumina espaços de exploração além do roteiro inicial. – Que você sente quando entra no estúdio, no primeiro dia da […]

Fazer história

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

Fábio Seixas, no caderno Motor, da Folha, notou uma tendência do jornalismo. Em “O domingo em que a F-1 evitou fazer história“, escreveu: Acostumamo-nos — jornalistas, em especial — a banalizar o conceito de história, uma saída tão fácil como fútil e narcisista de tentar valorizar o que se relata.“Fulano crava a pole e faz […]

Um Teto para meu País

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

Participei de uma ação da organização social Um Teto para meu País, um mapeamento de casas em situação vulnerável na comunidade do Morro do Kibon, em Santo André. A Teto trabalha com construção de moradias emergenciais, com o suporte de empresas, que patrocinam a compra dos materiais, e a ajuda de voluntários, que montam as casas pré-fabricadas. O […]

Um Filme Sérvio

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

Publiquei no Digestivo Cultural a crítica A Serbian Film: Indefensável?, sobre o polêmico filme de horror proibido não só em território nacional como em outros países. Eu escrevi: A Serbian Film teve sua exibição proibida em território nacional em 9 de agosto. A Justiça Federal decidiu-se pela censura porque o filme “simula a participação de recém-nascido […]

Revelar a Notícia

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

De vez em quando alguém repara que a São Paulo antiga se desfigura, os prédios imensos tomando o lugar das casas de séculos passados. Talvez tenha surgido daí a inspiração para a pauta de “Três imóveis são demolidos por dia em SP“, matéria do Estadão. O trabalho de reportagem aparece não só na percepção da […]

Cairo fala

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

Um artigo interpretativo, uma reportagem, uma crônica sobre o Egito. O texto “Greeting the Unthinkable: Mubarak on Trial“, de Anthony Shadid, publicado pelo New York Times (traduzido pelo Estadão, “O Faraó na Jaula: Mubarak no Banco dos Réus“), reúne qualidades desses três gêneros e oferece um panorama das mudanças em curso naquele país. Shadid apresenta […]

Elizabeth Bishop e o Brasil

Posted Leave a commentPosted in Sem categoria

Publiquei no Digestivo Cultural a crítica O que este país tão longe ao sul tem a oferecer, sobre a peça Um Porto para Elizabeth Bishop, com direção de José Possi Neto e atuação de Regina Braga. Eu escrevi: Regina interpreta uma Bishop frágil, desejosa de atenção, que vê o mundo com ironia ou fascínio, recortada por […]