ContosLiteratura

CloroquinaMan

Uma HQ chamada CloroquinaMan™:

Pelo seu histórico de atleta, o CloroquinaMan™ possui força, rapidez e resistência só calculáveis por Paulo Guedes.

E ao erguer uma caixa de hidroxicloroquina ao alto com as duas mãos e gritar “Olavo!”, o CloroquinaMan™ se torna quase invencível.

Nas noites de Brasília, o CloroquinaMan™ enfrenta criminosos (das classes mais pobres e que não sejam amigos da família). Sua vigilância é mais onipresente que a do Centrão sobre os cargos do governo!

Os bandidos vêm no soco POW POW o herói barra as porradas com a caixa de cloroquina e contra-ataca cuspindo covid.

Os bandidos vêm de pistola PZIU PZIU o herói move as mãos na velocidade em que volta atrás e bloqueia todas as balas.

Estão ao lado do CloroquinaMan™ guerreiros como o Queiroz Invisível™, o Capitão Antiplaneta™ e o WhatsApp Humano™.

Mas grandes vilões também o ameaçam: SquidMan™! Punho de Imprensa™! Dois-Moros™! Átila Macabro™! Senhor Impicha™!

E, claro, COMEMA®, a Incrível Ema Comunista, monstruosidade criada nas universidades federais com dinheiro da Lei Rouanet, alimentada apenas com maconha e com Pepsi feita de fetos!

Nesse momento mesmo o CloroquinaMan™ encara COMEMA® nas proximidades do Palácio da Alvorada. A tensão se eleva.

COMEMA® cisca: esse tá no bico, até porque já esteve. O CloroquinaMan™ levanta em desafio a caixa de hidroxicloroquina.

Quem vencerá dessa vez? Não perca a PRÓXIMA EDIÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *