“Instante”, em Bergson e Bachelard

Descrição de Hilton Japiassu em Introdução ao Pensamento Epistemológico (1986), p. 68: Bachelard retoma a idéia que Bergson se fazia do instante. Este concebia o ser como devir, como duração. A duração era a única realidade (substância) verdadeira. A duração humana é continuidade. Temos dela uma experiência íntima e direta. Assim, somos a cada instante a […]

“Saber”, em Lyotard

De A Condição Pós-Moderna (1979), p. 36: Mas pelo termo saber não se entende apenas, é claro, um conjunto de enunciados denotativos; a ele misturam-se as ideias de saber-fazer, de saber-viver, de saber-escutar, etc. Trata-se então de uma competência que excede a determinação e a aplicação do critério único de verdade, e que se estende […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo