Categoria: Filomatia

Lúcia Maciel Barbosa de Oliveira: “Pesquisar Exige Ousadia”

As investigações de Lúcia Maciel Barbosa de Oliveira estão na intersecção entre cultura e informação, no estudo de como circulam sentidos e se formam práticas sociais. Docente da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP, Lúcia é doutora em Ciência da Informação (acesse a sua tese: “Corpos Indisciplinados: Ação Cultural em Tempos de Biopolítica“), mestre em Ciências da Comunicação, […]

A Serventia da Teoria, para Manuel Castells

O sociólogo Manuel Castells, em A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura – volume 1: A Sociedade em Rede, descreve os critérios da sua prática: A relevância de uma teoria social, além do conjunto de provas reunidas para respaldar assuntos específicos, deriva, em última instância, da sua capacidade de explicar a evolução social, tanto na sociedade em […]

Depoimento de Aracy Amaral no Seminário Arquivos, Mulheres e Memórias

perfil Encerramento do seminário, pela jornalista, crítica e historiadora da arte Aracy Amaral. Narrativa rica, forte, cheia de personalidade. notas Aracy se diz “viciada em pesquisa” e “ensandecida com a pesquisa” “Eu sou bem década de 1950, que era quando tudo acontecia em São Paulo” Contra estéticas abstratas: “Eu quero dados corretos, concretos, eu quero a obra” […]

Pesquisadores x Cientistas

Ernane Xavier, diretor do Laboratório de Física Aplicada e Computacional da Universidade de São Paulo, propôs uma distinção possivelmente fecunda entre pesquisadores e cientistas: (…) é razoável pensar que na universidade existem os pesquisadores, aqueles que usam o método científico e formam pessoas, publicam artigos, lecionam e executam tarefas administrativas e de gestão, e existem os cientistas, que […]

Fases Finais do Projeto

A dissertação de mestrado deve ser depositada e defendida em agosto. Neste momento, portanto, alguns capítulos já vão chegando à sua fase final; os mais avançados são o capítulo 4, que trata do conceito de informação (trazendo um panorama que abrange concepções ontológicas, matemáticas, linguísticas, cognitivistas, socioculturais e materiais), e o capítulo 5, que remonta as manifestações […]

Marivalde Francelin: “Trabalhar com pesquisa é aceitar-se humano”

Doutor em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo, mestre em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas e graduado em Biblioteconomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), o professor da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP Marivalde Francelin fala sobre seus interesses intelectuais, […]