Jards Macalé: Nada mais que a Verdade

Posted Leave a commentPosted in Artes & Ideias, Portfólio, Sem categoria

Entrevista com o músico Jards Macalé, homenageado do programa Ocupação com exposição no Itaú Cultural de maio a julho de 2014. As perguntas foram feitas principalmente pelo gerente de Música do instituto, Edson Natale, com algumas intervenções minhas. Além de nós dois, a pauta também foi trabalhada pelo jornalista Thiago Rosenberg.

Arqueologia das Notas

Posted Leave a commentPosted in Artes & Ideias, Portfólio

Publiquei no Digestivo Cultural o artigo Retrato do Leitor Enquanto Anotação, uma experiência com uma edição de Macbeth, de Shakespeare — é possível, pelas anotações nas margens das páginas, perfilar o leitor anterior do texto? Eu escrevi: Há vestígios de sua passagem: anotações à lápis nas bordas das folhas. O que é que buscava ou o que é que descobriu na […]

Sinto Saudade de Estar Triste

Posted Leave a commentPosted in Artes & Ideias, Portfólio, Sem categoria

Publiquei no Digestivo Cultural a crônica/artigo Kurt Cobain; ou: I Miss the Comfort in Being Sad, um texto em homenagem aos 20 anos do suicídio de Kurt Cobain. Trata de juventude e dos modos de viver a poesia. Eu escrevi: Talvez por isso a maior suavidade, o máximo de felicidade conhecido por Kurt tenha ocorrido quando se sentia […]

Cifra os Afetos, Faz Dança

Posted Leave a commentPosted in Artes & Ideias, Portfólio, Sem categoria

Publiquei no Digestivo Cultural a crítica MPTA, Dança feita de Afetos Condensados, sobre os espetáculos de dança Nós Somos Semelhantes a Esses Sapos e Ali, do grupo francês MPTA. Eu escrevi: O mais impressionante das duas peças é sua capacidade de representar sentimentos e processos com signos concisos, descrever o essencial de certos tipos de relação com […]

A Aventura Ressignifica o Mundo

Posted Leave a commentPosted in Artes & Ideias, Portfólio, Sem categoria

Publiquei no Digestivo Cultural a crítica O Hobbit – A Desolação de Smaug, sobre o segundo filme da trilogia de Peter Jackson sobre o livro de J.R.R. Tolkien. Eu escrevi: De fato, não é só uma “adaptação”: Jackson reinventa a história. Traz novos personagens e novo direcionamento. Para o crítico, isso basta para reduzir a história à megalomania […]