Racismo (?) e Cinema

Posted on Posted in Artigo

ThorPubliquei no Digestivo Cultural o artigo Ação Afirmativa, Injustiça Insuspeita, sobre o imbróglio em torno de Thor, pelo filme ter elencado um ator negro para o papel de um dos deuses de Asgard. Tentei fugir das definições mais enrijecidas do que é racismo ou não e sugerir uma análise caso a caso. Eu escrevi:

Os conservadores acertam quando falam de insulto. Considere um orixá branco aparecendo improvável em uma adaptação de Jorge Amado. Guardadas as diferenças históricas citadas, soa como se algo muito próprio de alguém tivesse sido roubado. O povo ancestral de quem surgiu essas crenças acreditava em deuses que lhe eram semelhantes. Tolo quanto possa parecer, pouco relacionados aos nórdicos quanto possam ser, é justo que esses americanos se sintam ofendidos. Se enxergamos racismo incrustrado na mídia pela onipresença branca, é porque entendemos que esse povo está espoliado de algo que é importante. Se queremos que haja liberdade de culto e reconhecimento para o candomblé e a umbanda, é pelo cárater único dessa cultura. Há algo na mitologia nórdica a que alguém possa se referir orgulhoso, e esse alguém não quer que isso seja transfigurado de qualquer forma.

One thought on “Racismo (?) e Cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *